Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Antigas > Center Norte não pode exigir exclusividade dos lojistas

Notícias

Center Norte não pode exigir exclusividade dos lojistas

Condutas Anticompetitivas

5ª Vara Federal reafirma decisão do Cade
por Assessoria de Comunicação Social publicado: 23/09/2009 10h00 última modificação: 07/03/2017 14h06

A 5ª Vara Federal confirmou a decisão do Cade no Processo Administrativo nº 08012.002841/2001-13 que apurou prática anticoncorrencial de abuso de posição dominante por parte do Shopping Center Norte S/A. O processo julgado em janeiro de 2005 pelo Cade condenou a empresa por limitar, por tempo indeterminado, que os lojistas de seu estabelecimento abrissem lojas num raio de mil metros, atitude conhecida como cláusula de raio.

A ação ordinária ajuizada pelo Shopping Center Norte pleiteava a nulidade da decisão proferida pelo Conselho. A empresa alegou que houve cerceamento do direito de defesa no decorrer do Processo Administrativo.

A Juíza Federal Daniele Maranhão Costa, baseada nos esclarecimentos dados pelo Cade e também pelo parecer do Ministério Público, julgou improcedente o pedido feito pela empresa. Em sua sentença a Juíza reafirmou que o Shopping Center Norte não prestou os devidos esclarecimentos quando lhe foram solicitados pelo SBDC (Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência) e que também não apresentou pedido de produção de prova pericial. “Não pode somente agora alegar nulidade na instrução probatória” esclarece a decisão.